sexta-feira, 8 de abril de 2011

Dociê Escorpiano
Os nativos de Escorpião recebem do céu um dom que, se não for bem compreendido e usado, pode ser fonte de muita perturbação: a capacidade de perceber a tensão e a necessidade de mudança das circunstâncias. O Escorpiano é atraído pelo mundo misterioso que existe por trás das aparências alheias. Sempre associado à morte, à violência, ao ciúme e à sexualidade exagerada, os escorpianos é talvez, não! É o mais mal falado de todos os signos.
É possível que a má fama tenha vindo do fato de que, para os povos que deram origem a astrologia, essa época do ano correspondia ao outono , o tempo em que a natureza ensina aos homens que morrer é natural. E mais do que natural, é necessário. Escorpianos sabe que mesmo as coisas mais perfeitas e belas nunca serão eternas. E sempre pressente o que elas vão ser depois.
Somos apaixonados pelas sementes que mostrarão a real força depois da morte da flor. Quem nasce com o sol em Escorpião, e pior ainda com o ascendente em escorpião como eu por exemplo, vê o mundo e as outras pessoas com olhos de raio -x o que, em alguns momentos, pode ser um sério problema.
Acabamos por imaginar que todo mundo pode ver o que nós vemos, e nos forçamos a ser muito fechados e na maior parte das vezes, a criar uma verdadeira barreira em torno de nossos sentimentos, que são sempre muito intensos. ...
"Só não Não sei o Que é Pior. Ser taxado como o Pior Signo do Zodiáco, ou Ser Duas Vezes ESCORPIÃO. Com Signo e Ascendente!"
Escorpianos... São pessoas que precisam: Sinceridade nos relacionamentos, intensidade emocional, envolver-se em situações que as entusiasmem, um projeto para submeter toda sua energia de vida, bastante atividade sexual para mantê-las relaxadas, um e outro conflito de vez em quando.
Na melhor das hipóteses são: De grande coração, vigorosas, envolvidas com a vida, indomáveis, verdadeiras, entusiastas, apaixonadas, perspicazes, de vontade firme e sincera, não desanimam com facilidade, de rápida recuperação ante as adversidades.
Na pior das hipóteses são: Agressivas, implacáveis, intolerantes, fanáticas, ressentidas, cheias de suspeitas, intratáveis, tempestuosas, taciturnas, vingativas, em constante estado de crise.
Quando pensam são: Muito sutis, conseguem desvendar todos os segredos. Profundamente intuitivas, se apaixonam por idéias e não descansam até que as tornam reais.
Quando se sentem ameaçadas: desconfiam de tudo e de todos, mas depois voltam ao normal.
Quando agem são: Mostram-se consideração com as pessoas necessitadas, e implacáveis com quem lhes faça frente e compita com elas. Têm grande coragem e poder de resolução, não mudando o caminho até que terminem o que começaram.
No trabalho são: Dinâmicas, se revelam grandes administradoras e possuidoras de talento para dar ordens. Sua verdadeira ambição quase sempre permanece oculta, pois têm medo que as outras pessoas as boicotem. Não se abstêm de trabalhos árduos e difíceis.
Gostam: Arte, poesia, música, vida em família, boas companhias, respeito, poder, encontrar soluções para assuntos complicados, manter-se ativas, ganhar uma competição, consertar injúrias cometidas, e sexo, muito sexo.
Detestam: Dar a conhecer sua intimidade, sentir-se limitadas ou pressionadas, mediocridade, falta de controle, superficialidades, falta de honestidade, pessoas de caráter fraco, assuntos mal resolvidos.
Socialmente são: Atenciosas, responsáveis e pouco egoístas. Muito sensíveis e com uma memória de longo alcance, especialmente para as mágoas. Reagem rapidamente à presença de pessoas, e mantêm as amizades para sempre, desde que sinceras.
No amor são: Tórridas, profundamente comprometidas com o amor e com a sexualidade, dimensão da qual esperam tirar todo o prazer da vida. Precisam, o tempo inteiro, cutucar a quem amam para conferir se a emoção continua firme. As palavras não ditas as deixam nervosas.
Signos que teoricamente combinam: Câncer, Peixes e Touro.
Signos que teoricamente não combinam: Leão, Gêmeos e Áries.
Os recém-nascidos: De crise emocional em crise emocional, eles vão criando um mundo onde flutuam entre dominar e ser dominado. Resmungam com fúria e se entregam com paixão aos braços dos pais. Exploram todo o ambiente para encontrar o que, já suspeitam, esteja oculto por aí. Nada lhes escapa.
A infância: São inteligentes, mas muito difíceis de educar, pois desde cedo revelam que são elas que ditam as regras, e não fazem a mínima questão de adeqüar-se ao mundo em que vivem. Se a realidade não é do jeito que elas desejam, pior para a realidade! Em muitos momentos, conseguem irritar muito aos pais. São entusiastas, mas de um dia para o outro abandonam o que em algum momento as entusiasmava.
A adolescência: Acham os pais simpáticos e legais, mas preferem distância, porque já estão interessando-se em dar a volta ao mundo, ou explorar todos os cantos do bairro. Não se assustam com a desordem, e muito menos com os desafios dos outros adolescentes. Apesar do intenso desejo de autonomia, esperam também apoio, e por isso sempre conseguem rodear-se de uma turma que os quer bem. Passam de extremos amorosos a outros, agressivos.
Os homens: Evitam o lugar comum, preferem lançar mão de qualquer loucura a tornar-se pessoas comuns. A vida cotidiana não transcorre normalmente para eles e, se por ventura isso acontecer, eles mesmos arrumarão alguma encrenca, pequena ou grande, para sentir que aí sim, a vida está valendo a pena. Precisam desses desafios porque são bons solucionando problemas complexos. São intensamente afetivos e apegados às pessoas que amam. Dizem a si mesmos que ama-se apenas uma vez, porque depois que sofrem a primeira decepção amorosa raramente conseguem ir além dela. Mas deviam fazê-lo, porque isso os tornaria muito mais intensos e verdadeiros.
A sexualidade masculina: Não levantam questões ou pensam sobre o sexo, o praticam de todas as formas possíveis, e também impossíveis. Porém, são muito mais imaginativos e vulneráveis do que pretendem ser. É que não revelam suas verdadeiras emoções com facilidade, ou para qualquer pessoa. Sentem a urgência do chamado sexual, o satisfazem e imediatamente se desinteressam da pessoa que está ao lado. Não se sentem obrigados a mostrar afeto no sexo, ou reconhecimento pelo esforço da outra parte.

3 comentários:

Beck disse...

Eu, eu e eu ... assim, assim ... exatamente desse jeitinho !

Rafael Pinheiro disse...

Cara é muitoooo minha cara, nosssa né rsrs! Uma coisa eu te confeço quando se ama uma vez relamente é muito dificil amar de novo, mais me apaixono e me permito a isso, acho que na realidade eu procuro pelo metade da laranja e talvez é a fruta errada que to procurando, deve ser uma metade de abacaxi rsrsrs! Como já te disse esta fantastico seu blog ele é muito vc mesmo pelo poouco ou muito que te conheci! Abraços e parabéns!!!

Beck disse...

"cause love only comes
Once in a while
And knocks on your door
And throws you a smile
And takes every breath,
Leaves every scar,
Speaks through your soul
And sings to your heart"

If a knew them - Lady Antebellum, conhece ?

Obrigado pela visita, volte sempre que desejar.

Beck

...